Contém spoilers!

Embora houvesse muitas razões para não gostar de Sir Reginald Hargreeves, o pai emocionalmente distante e manipulador da Academia Umbrella, e do vingativo Harold Jenkins, outro personagem se tornou o foco do ódio dos telespectadores na primeira temporada de The Umbrella Academy: Pogo, o avançado chimpanzé que serviu como assistente pessoal de Reginald.

À primeira vista, pode ser surpreendente que um chimpanzé falante e bem vestido (dublado por Adam Godley) possa receber tanto ódio de uma parte do público. No entanto, apesar de todo o carinho que ele demonstrou aos filhos de Hargreeves, Pogo foi cúmplice no abuso emocional de Reginald (Colm Feore).

Ao ajudar a manter a mentira de que Vanya (Ellen Page) não tinha poderes e, portanto, era completamente comum, Pogo assumiu parte da responsabilidade por sua eventual ruptura mental e o apocalipse de 2019 que se seguiu. Assim, poucos espectadores provavelmente lamentaram quando Vanya usou seu poder extraordinário para arremessar Pogo pela sala e matá-lo.


História de origem

A segunda temporada de The Umbrella Academy, já disponível na Netflix, não muda nada disso. Mas oferece um vislumbre da origem de Pogo e contexto para sua devoção aparentemente cega a Reginald Hargreeves.

Os espectadores podem até sentir um pouco de simpatia pelo chimpanzé.

Escapando do apocalipse em 2019, os irmãos Hargreeves fugiram no tempo no final da primeira temporada, apenas para serem espalhados pelos primeiros anos da década de 1960 em Dallas, Texas.

Reunida em 1963 pelo Número Cinco (Aidan Gallagher) para impedir que outro apocalipse chegue em apenas 10 dias, em 25 de novembro, a Academia Umbrella partiu com apenas uma pista: uma imagem do pai em pé na colina gramada da Dealey Plaza no dia do assassinato do presidente John F. Kennedy.

Isso leva Diego (David Castañeda) e Cinco ao escritório de Dallas da D.S. Umbrella Manufacturing Co., onde ficam cara a cara com as versões mais novas de Reginald e Pogo.

Enquanto esse encontro fornece os primeiros indícios da origem de Pogo (o prédio contém uma espécie de sala de aula, com manequins humanos), sua história é contada na íntegra com um flashback que inicia o quinto episódio, “Valhalla”.

Enviado do Congo para Cabo Canaveral, na Flórida, um jovem Pogo é recebido por Grace (Jordan Claire Robbins), mais tarde conhecida pela Academia Umbrella em sua forma robótica de Mamãe. Grace é designada para treinar o chimpanzé para o programa espacial americano.

Sob os olhos atentos de Reginald Hargreeves e outro membro da Majestic 12, uma agência envolvida em várias teorias da conspiração, a educação de Pogo progride até que ele esteja pronto para entrar no espaço como parte do Projeto Mercury.

Quando a missão dá errado, Pogo cai de volta à Terra, e apenas a injeção oportuna de um soro misterioso por Reginald – possivelmente uma versão de um soro mais tarde dado a Lutero – pode salvá-lo.

Pogo é quase instantaneamente curado, mas ele também se transforma, com o flashback mudando para uma cena de Reginald lendo a Odisseia de Homero enquanto o chimpanzé, vestido de pijama, descansa em uma cadeira e Grace sorri com aprovação.

É surpreendente ver Reginald – ou Reggie, como Grace o chama – demonstrando um carinho genuíno com Pogo, um sentimento que ele nunca conseguiu ter com a Academia Umbrella.

Quando Cinco mais tarde faz alusão ao pai, forçando ele e seus irmãos a aprender Homero, “na língua original, nada menos”, começamos a perceber que Pogo era filho de Reginald de uma maneira que os sete membros da Academia Umbrella nunca foram. Eles eram suas armas.

Apesar da afirmação de Reginald, em 1962, a Luther (Tom Hooper), emocionalmente desolado, de que ele despreza crianças e, portanto, nunca adotaria nenhuma, há indícios de que ele, Grace e Pogo viveram por um tempo como uma família feliz. Isso certamente lança Reginald e Pogo sob uma nova luz.

O chimpanzé envelhecido na primeira temporada não estava executando as ordens de seu empregador ou mesmo de seu amigo; ele estava realizando os desejos de seu pai e protegendo seu legado. Isso não torna Reginald menos monstruoso, mas ajuda a explicar as ações de Pogo.

Também empresta peso emocional adicional à cena da primeira temporada, na qual Pogo repara silenciosamente a mãe robótica, parcialmente desmontada por Hazel e Cha Cha durante seu ataque à casa. Assim como aquele clone robótico era a mãe substituta da Academia Umbrella, a Grace original também era sua mãe.

The Umbrella Academy é estrelada por Ellen Page, Tom Hopper, David Castañeda, Emmy Raver-Lampman, Robert Sheehan, Aidan Gallagher, Justin H. Min, Ritu Arya, Yusuf Gatewood, Marin Ireland, Jordan Claire Robbins, Kate Walsh e Colm Feore.

A segunda temporada de The Umbrella Academy já está disponível na Netflix.