Ainda este ano, a Disney lançará O Retorno de Mary Poppins, continuação de Rob Marshall para o clássico de 1964 estrelado por Julie Andrews, e que agora traz Emily Blunt no papel principal.

Em entrevista para a revista Vogue, a atriz falou sobre a experiência medicinal de encarnar a icônica babá.

“Foi medicinal cantar essas músicas felizes de Mary Poppins depois do que eu havia passado todo dia”, diz a atriz, referindo-se a seu trabalho no suspense A Garota no Trem. “Pobre Violet; ela estava se sacudindo dentro de mim enquanto eu interpretava essa alcoólatra descompensada. Mas eu acho que ela se beneficiou de toda a cantoria”, comenta.

>> CONTINUA APÓS PUBLICIDADE

A atriz então fala sobre a experiência de conciliar a gravidez com a produção, o que requiriu um adiamento.

“Mary Pump-ins; era assim que eu me sentia. Era ridículo. Eu disse, ‘Você precisa me dar quatro ou cinco meses antes de eu poder estourar nos ensaios, para o bebê”, revela Blunt.

Por fim, Blunt falou sobre sua visão acerca de Mary Poppins.

“Você pode dizer que ela é um tipo de anjo. Ela reconhece o que as pessoas precisam, e ela dá isso a elas, e elas ainda descobrem algo sobre elas mesmas nesse processo. Eu não acho que ela se preocupa com quem ela é. Não há ninguém mais como ela – o que ela aprecia bastante”, finaliza Blunt.

O Retorno de Mary Poppins | Aos 92 anos, Dick Van Dyke aparece exatamente como em clássico de 1964

Emily Blunt assume o papel da personagem que ficou eternizada por Julie Andrews no clássico de 1964. Mas, de acordo com a atriz, a sua versão será um tanto diferente da de Julie.

O elenco conta ainda com Lin-Manuel Miranda, Meryl Streep, Dick Van Dyke e Angela Lansbury. A direção é de Rob Marshall (Caminhos da Floresta) e o roteiro fica por conta de David Magee.

O Retorno de Mary Poppins estreará em 20 de dezembro de 2018.