Keira Knightley, a protagonista da cinebiografia Colette, pediu, ao lado do elenco, que as cenas de sexo do longa fossem reduzidas.

Em entrevista ao Daily Mail, a atriz afirmou que ela e as intérpretes de suas amantes querem que tudo “fique para a imaginação”. Além disso, a estrela acredita que os momentos devem ter um viés artístico.

“Eu não queria que as cenas de sexo lésbico fossem vistas através do olhar masculino. Nós estávamos muito conscientes de mantê-las excitantes, mas de maneira alguma exploradoras”, afirmou a atriz.

>> CONTINUA APÓS PUBLICIDADE

A produção do filme teria concordado “atenuar” os momentos de sexo na trama. Por isso, as cenas só devem dar a entender o que acontece.

Colette | Keira Knightley é o grande destaque no primeiro trailer; assista

“Eu sempre penso que o que é mais importante é o que resta para a imaginação. Essa é a minha preferência pessoal sempre. Você pode imaginar muito mostrando apenas um pouco”, contou a estrela.

A história é baseada em fatos reais e mostrará como a escritora Colette lutou para conseguir ganhar os créditos dos livros que tinham suposta autoria de seu marido. Dentre os mais reconhecidos trabalhados da autora está Claudine, obra que fez um grande sucesso quando foi lançada.

Além de Knightley, Dominic West também será um dos protagonistas do longa.

Colette estreou no Festival de Sundance desse ano, mas ainda não tem data para chegar aos cinemas do Brasil. A direção fica a cargo de Wash Westmoreland, conhecido por ter realizado Para Sempre Alice.