O físico Neil DeGrasse Tyson, apresentador da série Cosmos, foi acusado mais uma vez por assédio sexual. É o quarto caso que vem à tona na última semana.

Dessa vez, a mulher, que conheceu o físico, concedeu entrevista ao Buzzfeed. A alegação da acusadora é de que durante um evento de 2010 no Museu de História Natural de Nova York, Neil DeGrasse Tyson a abordou, embriagado, com piadas sexuais e a convidando para um encontro no escritório dele.

A mulher ainda contou ao portal que relatou o caso aos superiores. Na época, ela pediu que não fosse envolvida em nenhum trabalho com o físico e apresentador.

>> CONTINUA APÓS PUBLICIDADE

A Fox teria pedido para Neil DeGrasse Tyson se posicionar sobre a mais nova acusação. Mas, o físico ainda não se pronunciou.

Neil DeGrasse Tyson, da série Cosmos, fala em “investigação imparcial” e se diz inocente de acusações de estupro

Na última semana, um caso de estupro contra o físico foi revelado. Uma ex-assistente de Neil DeGrasse Tyson afirma que o físico a drogou e depois a abusou. Além dessa acusação, outros duas alegações de assédio sexual vieram à tona, sendo uma de 2014.

Anteriormente, o físico utilizou o Facebook para responder sobre as primeiras acusações.

“Acusações podem danificar um casamento e uma reputação. Às vezes, de forma irreversível. Eu me vejo como um marido amado e um servidor público – um cientista e educador que serve para vontade do público. Eu tenho gratidão por aqueles que seguem me apoiando e continuam respeitando meus valores e meu trabalho”, escreveu o físico na rede social.

A Fox e a National Geographic, que produzem Cosmos, não declararam qual será o futuro da série. As empresas estariam fazendo uma investigação própria dos casos.